Fajã da Caldeira do Santo Cristo

Grande Rota da Graciosa

Trail Info

A Grande Rota da Graciosa percorre grande parte da ilha através de um percurso circular que alterna as paisagens da orla costeira, com destaque para os diversos ilhéus, com as paisagens vulcânicas do interior da ilha, numa extensão total de aproximadamente 40 km.

Este percurso encontra-se dividido em duas etapas de aproximadamente 20 km cada. A primeira etapa, que faz a ligação entre a zona da Barra (Santa Cruz da Graciosa) e a freguesia da Luz, permite a contemplação das zonas costeiras Este e Sul da ilha, apresentando-se mais suave na zona da Praia e com arribas mais altas e escarpadas na Ponta da Restinga, com destaque para as Reservas Naturais dos Ilhéus da Praia e de Baixo. Também nesta etapa é possível apreciar a paisagem vulcânica mais emblemática da ilha – a Caldeira, havendo a oportunidade de visitar, no seu interior, a Furna do Enxofre, uma importante cavidade vulcânica com cerca de 40 m de altura e 194 m de comprimento, que possui uma lagoa no seu interior.

A segunda etapa, que liga a freguesia da Luz ao ponto inicial da Barra apresenta como destaques a Caldeirinha de Pêro Botelho, um algar vulcânico com 25 m de profundidade instalado na Serra Branca que constitui um verdadeiro miradouro natural sobre grande parte da ilha, o vale entre o Maciço Central e o Maciço da Caldeira e as relheiras de antigos carros de bois na zona das Fontes.

Deverá planear o percurso, de acordo com a sua condição física, interesse e disponibilidade. Existem entre estações locais próprios para pernoitar, com destaque para alguns moinhos de vento antigos, que foram recuperados para espaços de Turismo em Espaço Rural.

Perfil

Informações

Categoria - Circular
Dificuldade - Médio
Extensão - 40 km
Tempo Médio - 14h00
Downloads

Etapa 1 Barra/Praia/Luz (Este)

Extensão: 17,7km 

Duração: 07h00

A Grande Rota da Graciosa com início e fim na zona da Barra, Vila de Santa Cruz, dá a conhecer grande parte da zona Este da ilha, ao longo de duas etapas, com paragem na zona da Luz.

Siga a sinalética junto à costa por um caminho de acesso a pastos. Opte pela direita na bifurcação passando pelo lugar das Fontes e alguns moinhos de vento. No segundo entroncamento siga à direita com atenção para as relheiras (marcas antigas dos carros de bois) gravadas no chão. Atravesse a estrada (EN1-2) passando por um miradouro com vista para o ilhéu da Praia e para a Caldeira.

Desça pela estrada até à Lagoa e opte pela esquerda (Este), junto à costa, até ao lugar da Praia onde vários moinhos foram convertidos em espaços de turismo de habitação. Continue até encontrar uma canada de terra à direita que sobe para a Caldeira. No topo siga à esquerda contornando a cumeeira, aproveitando a vista para o resto da ilha.

Ao chegar às setas indicativas da freguesia da Luz, à esquerda, poderá optar por seguir em frente e visitar as Furnas da Maria Encantada, d’Água, Abel e no interior da Caldeira a Furna do Enxofre, um dos principais cartazes turísticos da ilha. Neste local existem ligações com outros pontos da ilha através do PRC 02 GRA Volta à Caldeira/Furna do Enxofre. Voltando às setas para a Luz, desça o caminho de terra, atravessando uma mata de Incensos (Pittosporum undulatum) que dão lugar a campos de cultivo. Chegando à estrada, passe pela igreja e termine a etapa no interior da freguesia da Luz.

Etapa 2 Luz/Caldeirinha/Barra (Oeste)

Extensão: 22,3km

Duração: 07h00

A Grande Rota da Graciosa com início e fim na zona da Luz, dá a conhecer grande parte da zona Este da ilha, ao longo de duas etapas, com paragem na Barra, Vila de Santa Cruz.

Siga pela estrada para o Carapacho virando à direita por uma canada até à linha de costa e continue até à Baía da Folga. Passe a Ermida de Santo António, voltando à freguesia da Luz e daí, em direção à costa novamente, até à Baía do Filipe. Continue na estrada virando à esquerda por um caminho de terra que sobe para a Caldeirinha de Pêro Botelho. Este caminho de acesso a campos de cultivo, pastoreio e currais de produção de vinha cruza várias vezes a estrada (EN1-2). Suba à Caldeirinha com o Parque Eólico à sua esquerda e contorne este cone vulcânico apreciando a vista deste ponto elevado.

Siga a sinalética ao longo da estrada, rumo a Este, virando à esquerda pela canada Jorge Nunes e, chegando à estrada, à direita para o lugar do Barro Branco. Aqui opte pelo caminho da esquerda que contorna a base da Serra das Fontes por entre uma mata de Eucaliptos (Eucalyptus globulus). Cruze a EN1-2 em direção à Lagoa e siga à esquerda para um miradouro com vista para o ilhéu da Praia e Caldeira.

Continue por um caminho de terra que, após cruzar a EN1-2, se torna numa estrada secundária com destaque para as relheiras (marcas antigas dos carros de bois) gravadas no chão. Nas bifurcações opte pela direita até chegar à zona da Barra, local onde termina a etapa.